skip to Main Content
9.9975.9108 3466.5531 espacobambui@gmail.com R. Brasil 680, Canoas RS Facebook
Cuidado Com O Açúcar Oculto Nos Alimentos

Cuidado com o açúcar oculto nos alimentos

O açúcar, quando chega em grandes quantidades ao fígado, é convertido em gordura causando, mais tarde, problemas de saúde designados por síndrome metabólica (obesidade, hipertensão, hiperglicemia, alteração dos valores dos triglicerídios e colesterol). É consensual entre nutricionistas e profissionais de saúde que a ingestão excessiva de açúcar é extremamente prejudicial para a saúde. O atendimento nutricional para perda de peso é fundamental, ainda mais associada atividades físicas e terapias estéticas.

De acordo com um estudo publicado no Journal of the Heart Association, os adolescentes que ingerem grandes quantidades de açúcares, apresentam piores perfis lipídicos (níveis mais baixos do bom colesterol e mais altos do mau e dos triglicéridos). No entanto, o consumo mundial do açúcar triplicou nos últimos anos. Sabia que os doces não são os únicos alimentos que devem ser evitados por quem quer diminuir a ingestão de açúcar?

Alimentos processados como: guloseimas, bolos, bolachas, bombons, gomas, sorvetes, chocolates, barras de cereais, cereais matinais, leite achocolatado, refrigerantes, iogurtes, compotas, lasanhas, salsichas, almôndegas, molhos, sobremesas, pizzas, batatas fritas entre outros, são ricos em açúcar!

Existem muitos alimentos que aparentemente são vendidos como “saudáveis”, magros, sem açúcar ou sem gordura e que, na verdade, contêm altas doses destes ingredientes.

A leitura dos rótulos torna-se uma tarefa indispensável na hora de ir as compras. Tome especial atenção aos 5 alimentos industrializados que escondem grandes quantidades de açúcar.

Alimentos com 0% de gordura

Alimentos com 0% de gordura não significam que possuem 0% de açúcar. Este é o caso dos iogurtes. Nesses alimentos, o açúcar normalmente é adicionado para dar sabor e cremosidade ao produto quando a gordura é removida.

Um iogurte de 160 gramas que indica no rótulo 0% de gordura, por exemplo, um iogurte líquido ou 1 iogurte sólido do tipo sobremesa, que são consumidos diariamente pela maioria da população, pode ter por exemplo, até 20 gramas de açúcar – o equivalente a 3 pacotes de açúcar.

Sugestão: Prefira um iogurte natural não açucarado e junte uma fruta fresca e/ou frutos oleaginosas (ex.: avelãs, nozes) ou sementes (ex.: chia, sésamo) e um cereal não açucarado do tipo flocos de aveia integrais. Terá um iogurte cheio de sabor e rico em proteínas, vitaminas e minerais!

Polpa de tomate

Uma polpa de tomate feita a partir de tomates frescos possui inúmeros nutrientes, mas os que são vendidos de forma industrializada, normalmente enlatadas ou em frascos de vidro, podem ter quantidades excessivas de açúcar.

Este é normalmente adicionado para que a polpa fique menos ácida. Um terço de uma lata de 150 gramas, por exemplo, pode ter até 13 gramas de açúcar, valor equivalente a três colheres de chá.

Barrinhas de cereais

Acha que ao substituir o chocolatinho da tarde por uma barra de cereal estará economizando calorias? Pense novamente. Uma barra de cereal tem cerca de 100 calorias, apenas 20 a menos que a mesma porção de chocolate. Algumas marcas podem até ter mais açúcar que 30 gramas de chocolate (o equivalente a uma barra pequena ou três quadradinhos). Muitas vezes, o açúcar vem disfarçado, na forma de xarope de milho, malitol, sorbitol ou frutose. E essa quantidade toda de açúcar pode ajudar a abrir o apetite, em vez de controlá-lo.

Se você está com fome, opte por um lanche que equilibre proteínas com carboidratos, como dois biscoitos integrais com requeijão light, ou escolha barrinhas saudáveis feitas com, no máximo, cinco ingredientes diferentes.

Águas aromatizadas ou com “sabores de fruta”

Depende do tipo. Alguns tipos destas águas têm adição de açúcar. Um copo de 500 ml de algumas marcas pode conter até 15 gramas de açúcar, o equivalente a cerca de 2 pacotes de açúcar. É muito importante fazer uma leitura dos rótulos dos produtos embalados. E, neste caso, analisar a quantidade de açúcar, que nas águas não deve existir!

Prefira fazer a sua água detox aromatizada (por exemplo: na garrafa de 1 litro que pode levar para o trabalho, basta adicionar 2 rodelas de limão, 1 folha de hortelã, 1 rodela de gengibre e 1 pau de canela). Pode apenas ter 1 ou 2 ingredientes para facilitar o processo e pode ser feita com qualquer fruta.

Pão

O pão é um dos alimentos que mais “esconde” açúcar. Duas fatias de pão processado, por exemplo o pão de forma, baguete, entre outros, podem ter em média até 6 gramas, o que equivale aproximadamente a 1 pacote de açúcar.

Os alimentos que contêm sal, além da gordura, também têm excesso de açúcar! Naturalmente o pão é consumido com queijos, fiambre, compotas, manteigas que já contem gorduras e açúcares e desta forma consome-se excesso destes ingredientes menos salutares.

O açúcar presente no pão, aliás, é normalmente formado no processo natural de fermentação, mas também pode ser adicionado durante a fabricação do alimento.

O que entendemos disso tudo

A OMS fez uma pesquisa e concluiu que o brasileiro está consumindo, em média, 50% mais açúcar do que deveria. Muitas vezes sem saber. A Organização Mundial da Saúde recomenda um consumo máximo de 50 gramas de açúcar por dia. Isso equivale a 10 pacotinhos. Agora, desse jeito fica fácil medir a quantidade que pode-se colocar no café. O problema está naquele açúcar que a gente não vê.

A maioria das pessoas nem dá conta da quantidade de açúcar que ingere diariamente. Além daquele adicionado de livre e espontânea vontade ao café, ao leite ou ao chá, há todo o outro, oculto, que a indústria insiste em adicionar aos alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top