skip to Main Content
51 9.9983-0283 51 3466.5531 espacobambui@gmail.com R. Brasil 680, Canoas RS Facebook
Home Veja a agenda de eventos e faça a sua reserva Encontro Nátur Buí – Meditação e Conexão

Data

30 jun 2018 - 01 jul 2018
Expired!

Tempo

09:00 - 17:00

Custo

$375.00

Encontro Nátur Buí – Meditação e Conexão

A conexão através da meditação e da contemplação promove a harmonização e a cura. Os encontros Nátur Buí – Meditação e Conexão, surgem como o espaço e o tempo de troca dos nossos mais profundos insights e percepções sobre tudo que habita dentro e fora de nós.

Após anos de busca, estudo e prática de diversas terapias milenares, Carlos Lampert Filho começa a compartilhar o caminho de descoberta e conexão para esta energia, que é a Nátur Buí – e convida todos para participarem deste universo que somos. Nátur Buí é um movimento, um convite de conexão com a vida, pois quem está conectado não entra em conflito com o que o universo oferece, está sim aberto a fluir sem o atrito do apego, do medo e do desejo mental.

Todo sábio caminho foi trilhado a partir de profunda reflexão. Todo equilíbrio foi acessado através da profunda meditação. Toda existência evoluiu à consciência por meio de uma profunda conexão. Este é o ensinamento ancestral da energia Nátur Buí que viemos aprender, reconhecer e abraçar. Venha conosco entrar em contato com as conexões de cura da natureza.

Encontro Nátur Buí – Meditação e Conexão em Canoas

  • Dias 30/06 e 01/07, das 9 às 17h 
  • Valor: R$ 375,00

Em breve a lista dos demais encontros no Brasil

O que é Nátur Buí?

Conectar-se com a natureza, consigo mesmo, com os vizinhos e amigos. Conectar-se é a palavra de ordem do nosso tempo. Ela aparece para definir caminhos espirituais, a conexão com o divino, mas também surge na hora de adicionar um amigo em uma rede social. Por mais diferentes que pareçam, todas estas ideias de conexão estão retornando com grande poder ao mundo contemporâneo.

O que isso quer nos dizer? Qual mensagem esta busca universal por conexão nos traz? Do que estamos separados afinal? Conexão não se trata de ligar dois ou mais objetos.

Nossas vidas têm sido uma incessante busca por aproximação de objetos, mas os conflitos e as desarmonias que habitam em nós não cessam de existir. A ideia de conexão vai além do objeto. Ela é a precisa substância do sujeito. Somos conexão.

É aqui que a vida começa a fluir, que a saúde começa a brotar e a felicidade surge dentro e fora de nós. Afinal, é nesta profunda conexão que as fronteiras entre o eu e o universo caem e passamos a verdadeiramente fluir com as forças ao nosso redor, sem resistência, sem esforço, sem conflito.

Com as técnicas de meditação, é possível manter uma conexão com a Nátur Buí, uma das energias da natureza que comanda os ciclos da vida e da morte, do despertar e do adormecer, do verão e do inverno, do falar e do calar. A energia Nátur Buí sempre existiu e pode nos ajudar no processo de compreensão sobre o mundo. Ela independe de nós para viver, mas nós dependemos dela para mantermos nossa consciência viva, para reconhecermos a alma acima dos nossos cotidianos objetos.

Todo sábio caminho foi trilhado a partir de profunda reflexão. Todo equilíbrio foi acessado através da profunda meditação. Toda existência evoluiu à consciência por meio de uma profunda conexão.

Este é o ensinamento ancestral da energia Nátur Buí que viemos aprender, reconhecer e abraçar. Através de práticas e técnicas milenares, o terapeuta Carlos Lampert Filho nos convida a acessar a sabedoria do universo que somos, entrando em contato com as conexões de cura da natureza.

CARLOS LAMPERT FILHO

Carlos Lampert Filho

“Desde pequeno, eu entendi que trilhava um caminho diferente dos que conviviam comigo. Sentia as dores e as angústias de não combinar com os demais, como se visse a vida como algo muito mutante. Via e ouvia sinais que me assustavam e não tinha com quem compartilhá-los.

Nem sabia como explicá-los. Hoje, entendo que eram valiosas peças de um quebra-cabeça, mas que, na época, não se encaixavam. Hoje, entendo que a solidão era o resultado da fantasia da dissolução e da minha dificuldade de me conectar com o todo.

Na verdade, eu nunca estive só. Estou ciente de que outras pessoas possuem as peças que faltam no meu quebra-cabeças e que nem todas as peças serão encontradas. Mas sei também que, com o compartilhamento de muitas pessoas, estaremos mais próximos da nossa conexão com o todo. Talvez, este seja o motivo do início da montagem deste quebra-cabeças. Afinal de contas, depois do verbo amar, colaborar é o mais belo verbo do mundo”

Back To Top