skip to Main Content
51 9.9983-0283 51 3466.5531 espacobambui@gmail.com R. Brasil 680, Canoas RS Facebook
A Hipnose Clínica No Tratamento De Traumas E Vícios

A hipnose clínica no tratamento de traumas e vícios

A hipnose clínica é um recurso terapêutico que ajuda a acessar informações inconscientes e descobrir determinados temas que estão reprimidos e o paciente não consegue se lembrar sozinho e, por isso, precisam de um “auxílio”. O método não é individual e exclusivo, ou seja, é recomendado que, paralelamente, o paciente frequente um profissional que auxilie no tratamento em questão, seja um psicólogo ou psiquiatra, ou outras áreas. A hipnose serve como instrumento de apoio ao tratamento. Por exemplo, você vai ao psiquiatra e uma história não vem à tona. Se sentir necessidade, o hipnólogo, então, recomenda a hipnose pontualmente para esta história e usa os resultados para continuar o tratamento. No tratamento contra o tabagismo, por exemplo, há o fator do vício químico e do psicológico. A hipnose clínica é uma forte auxiliar no aspecto psicológico, permitindo que o paciente lide melhor com a mudança de hábito, só que para manter isso é importante que ele também trate o vício químico. O tratamento de obesidade com a hipnose também é similar, pois em conjunto com um atendimento com um nutricionista ou profissional especializado em emagrecimento, a hipnose auxilia fortemente na mudança de hábito e mudança na relação psicológica com a comida. Por exemplo, imagine reviver uma cena trágica como um abuso na infância. Quando o paciente volta a si, precisará de suporte psicológico. Ou, então, quem tem epilepsia pode ficar suscetível a crises durante o procedimento e quem está aplicando a hipnose precisa saber como reagir. Hipnose não faz milagres e é assunto sério. A hipnose pode tratar transtornos da mente. Se não for físico ou químico, a hipnose pode auxiliar. Então, a hipnose é capaz de tratar problemas como: Ansiedade, Depressão, TOCs, Fobias, Traumas, Borderline, Síndrome do Pânico e muito mais.

Tratamento com Hipnose Clínica

O tratamento com a hipnose clínica permite que os pacientes se concentrem intensamente em um problema específico e sua resolução, mantendo um confortável estado de relaxamento físico. Também ajuda os pacientes a melhorar o controle sobre suas respostas corporais. A hipnose é um estado normal de concentração despertada, atenciosa e altamente focada. Aproveite o tratamento com Hipnose clínica em Canoas e região metropolitana de Porto Alegre no Espaço Bambuí.

O estado de transe

Durante o procedimento, o ideal é baixar o nível de consciência e ficar em um estado entre o acordado e o dormindo. Várias técnicas podem ser usadas para isso e a mais frequente é a de deixar o ambiente aconchegante, fechar os olhos, respirar fundo e ouvir o hipnólogo falar: “Foque só na minha voz”. Ao ser guiado ao estado de hipnose, o paciente sente uma sonolência, os níveis dos hormônios de estresse caem e há o desligamento de radares cerebrais que funcionam quando estamos acordados e em plena consciência. Para decifrar a sensação, pense no sentimento de quando você entra no ônibus e começa a “viajar na maionese”, vendo o trânsito, a chuva, os carros passando e, quando nota, já passou seu ponto. Você desliga acordado. Nesse estado, o paciente passa a confiar quase que incondicionalmente no hipnólogo e fica mais aberto a sugestões, mais sujeito a ser influenciado. Mas não precisa ter medo, achando que obedecerá cegamente quem está ao seu lado. O paciente está ciente do que acontece, ela tem uma diminuição do senso crítico, mas ele funciona. O profissional usa a sensibilidade da situação para modular os temas e criar respostas corporais. Se estiver analisando seus hábitos alimentares, por exemplo, ele pode pedir para você pensar em um brigadeiro. Você tem respostas psicológicas, uma memória narrativa (a imagem do doce) e emocional (se gosta ou não), e ainda respostas físicas, como estímulo da saliva. Investigando as reações, o profissional compreenderá melhor o quadro e, assim, poderá ajudar o paciente a superar a compulsão.
Back To Top