skip to Main Content
51 9.9983-0283 51 3466.5531 espacobambui@gmail.com R. Brasil 680, Canoas RS Facebook
Acupuntura: História Antiga, Ocidental E Estudos Modernos

Acupuntura: história antiga, ocidental e estudos modernos

Aplicar agulhas no corpo pode parecer doloroso; no entanto, os chineses mostraram que essa aplicação é terapêutica e pode tratar doenças, promovendo assim, saúde. Dentre os diversos benefícios que a prática traz, há o cessamento de dores localizadas e a sensação de bem-estar. Neste artigo, listaremos mais benefícios da acupuntura, além de esclarecer dúvidas acerca da prática. Confira!

Acupuntura: história antiga, ocidental e estudos modernos 1

Acupuntura em Canoas

O Espaço Bambuí oferece uma série de terapias e especialidades, entre elas, diversas ligadas a Medicina Tradicional Chinesa, atendendo toda a região metropolitana de Porto Alegre.

O que é acupuntura e como surgiu

A técnica terapêutica milenar foi criada e desenvolvida na China e é um dos tratamentos mais antigos que há no mundo. A prática consiste na aplicação de agulhas em áreas específicas do corpo, no sentido de tratar doenças físicas ou emocionais.

Os pontos em que são colocadas as agulhas são chamados de “Pontos de Acupuntura” e podem, de acordo com a aplicação, fazer com que se obtenham diferentes efeitos terapêuticos.

Estátuas antigas da acupuntura mostrando a localização dos pontos e meridianos
Estátuas antigas da acupuntura mostrando a localização dos pontos e meridianos

Segundo os estudos históricos, originariamente, havia apenas 365 pontos de pressão no corpo, cada um correspondendo a um dia diferente do ano. Após algum tempo, esse número cresceu e chegou a mais de 2 mil pontos diferentes. Acredita se que a acupuntura teve inicio na china. 

As raízes de sua filosofia estão nos ensinamentos tradicionais do Taoismo, que promove a harmonia entre os humanos e o mundo a sua volta, assim como um equilíbrio entre o yin e o yang.

Os primeiros acupunturistas utilizavam agulhas feitas com pedras e ossos, mas posteriormente começaram a criar agulhas de metal, como o bronze, ouro e prata. 

Acupuntura no ocidente

No começo do século XIX, os viajantes que haviam ido à China começaram a introduzir a acupuntura no Ocidente. Médicos na Europa e nos EUA começaram a fazer experimentos com esta técnica. Um dos maiores e primeiros devotos da acupuntura no Ocidente foi um acadêmico francês chamado de George Soulie de Morant.

Ele viajou para a China na virada do século XX. Quando retornou à França, após quase duas décadas, ele apresentou os textos e técnicas clássicas da acupuntura para os médicos franceses.

Já nos EUA, a acupuntura tornou-se popular na década de 70, com a viagem que o presidente Nixon fez à China. 

A primeira menção feita à acupuntura na mídia americana foi um artigo do “New York Times” escrito pelo repórter James Reston, no qual ele descrevia como a acupuntura aliviara sua dor após uma cirurgia de apendicite.

Resultado de imagem para acupuncture history James Reston

Estudos com a medicina moderna ocidental

A acupuntura é intensamente estudada pela ciência ocidental moderna. O curioso é que nunca há uma descoberta evidente da ligação da acupuntura com algum conhecimento ocidental, mas sempre há relações.

Por exemplo, se os pontos da acupuntura e seus meridianos tivessem uma ligação direta com o sistema nervoso físico como é entendido no ocidente, seria possível dizer que a técnica nada mais é que uma forma de influenciar o sistema nervoso através de agulhas. O que se vê na prática é que muitos pontos da acupuntura tem sim ligação com o sistema nervoso, mas muitos outros não tem nenhuma.

meridianos acupuntura
Meridianos na acupuntura chinesa

As pesquisas se dividem em duas grandes áreas. Uma mensura o impacto da técnica no alívio dos desconfortos associados a diversas doenças. Outra elucida os mecanismos neurofisiológicos por meio dos quais a inserção das agulhas em pontos específicos promoveria os benefícios.

Dessa abordagem estão surgindo dados que descrevem como a técnica funciona, incentivando a ampliação das situações às quais ela comprovadamente se aplica.

Clínico-geral Alexandre Yoshizumi, presidente do Colégio Médico de Acupuntura de São Paulo.

Yoshizumi participou de um estudo sobre dor lombar conduzido por Tatiana Hasegawa e orientado pelo médico Jamil Natour, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que foi publicado na prestigiosa revista científica “British Medical Journal”.

Respaldada nesses achados, a acupuntura se firma em áreas fora de sua terra natal, nas quais não se cogitava sua participação. Uma dessas atribuições mais originais é o auxílio na regulação do funcionamento do sistema cardiovascular.

Estamos começando a compreender como a prática age na hipertensão e reduz problemas como a isquemia do miocárdio.

John Longhurst

O pesquisador John Longhurst, da Universidade da Califórnia (Eua). Ele assina uma revisão de estudos experimentais sobre a utilização da técnica no combate de enfermidades cardíacas.

Como acontece uma sessão de acupuntura?

No momento em que as agulhas são inseridas, há o estímulo de terminações nervosas que enviam diferentes mensagens para o cérebro. Estas mensagens provocam ações e efeitos no corpo. Estes diferentes efeitos podem trazer ao corpo diversos efeitos, tais como ação anti-inflamatória e/ou analgésica.

A estimulação de pontos de acupuntura pode ser feita também pelos dedos (acupressão), com pedras quentes, laser, eletroacuntura, moxabustão, auricoloterapia, magnetoterapia, por vibração, ventosa, espiraltape, e muitas outras técnicas. O importante, segundo pregam os defensores da prática, é que os fluxos energéticos sejam retomados e a energia do corpo equilibrada. 

Quais os benefícios da acupuntura?

A prática é reativa e dá equilíbrio ao fluxo de energia do corpo, favorecendo tanto a estética quanto a saúde do paciente. Além disso, a acupuntura promove o relaxamento dos músculos, reduz a sensação de estresse e recupera o equilíbrio emocional.

A terapia com as agulhas pode ajudar o indivíduo no tratamento de diversas doenças, como:

  • Rinite e sinusite.
  • Gastrites agudas e crônicas.
  • Lombalgias.
  • Torcicolos.
  • Dores articulares.
  • Enxaquecas.
  • Fibromialgia.

Acupuntura emagrece?

O processo de emagrecimento também pode ser associado à acupuntura, pois a prática pode ser trabalhada em pontos que estão relacionadas ao controle da fome e também equilíbrio hormonal. De acordo com a Medicina Chinesa, o ganho de peso é causado por órgãos como o baço e o fígado e que pode ser tratado pela acupuntura.

Uma outra prática que também pode ajudar no emagrecimento é a meditação, em outro artigo, explicamos como ela pode interferir na perda de peso.

Back To Top