skip to Main Content
51 9.9983-0283 51 3466.5531 espacobambui@gmail.com R. Brasil 680, Canoas RS Facebook
A Neurociência Mostra Que A GRATIDÃO Gera Bem Estar

A neurociência mostra que a GRATIDÃO gera bem estar

Existem diversas formas de aumentar o bem-estar psicológico. Todos os dias nos deparamos com as mais diversas indicações para o fazer. A investigação a nível das Neurociências vem dar uma ajuda preciosa a esta área, nomeadamente, os estudos de Alex Korb, da Universidade da Califórnia em Los Angeles. A psicoterapia é um caminho de união entre muito do que nos ensinam as diversas tradições, sejam elas religiosas ou filosóficas, com muito do que nos mostra a ciência. O sentimento da gratidão não é só profundamente ensinado e recomendado, mas também gera diversos efeitos em nosso cérebro. Às vezes parece que por muito que gostássemos de ficar melhor, o nosso cérebro não o consegue fazer, aparecendo emoções como a culpa ou a vergonha. Estas emoções ativam o mesmo circuito no cérebro: o centro de recompensa. Além destas, a preocupação faz com que se sinta um pouco melhor a nível cerebral, quase na lógica de “ao menos está a fazer alguma coisa com o problema: mesmo que seja simplesmente preocupar-se”. A preocupação acalma o sistema límbico, baixando a atividade da amígdala (centro emocional do cérebro) ao aumentar a atividade do córtex pré-frontal (responsável pelo raciocínio e análise).
Resumindo: para alguém com ansiedade, preocupar-se é adaptativo a curto prazo, mas a longo prazo provoca bastante sofrimento.
Os neurocientistas encontraram então uma pergunta que pode mudar estes circuitos neuronais: Por que coisas na vida está grato/a?Gratidão afeta realmente o nosso cérebro a nível biológico, aumentando um dos neurotransmissores responsável pelo bem-estar psicológico: a dopamina. Explicando de uma forma simples, vai ter efeitos semelhantes a alguns antidepressivos. Sentir-se grato/a ativa a região do cérebro responsável pela produção de dopamina, dando-lhe uma maior sensação de bem-estar. Adicionalmente, a gratidão face a outras pessoas aumenta a atividade dopaminérgica em regiões associadas às interações sociais, tornando as mesmas mais prazerosas. A Gratidão aumenta também outro neurotransmissor responsável pelo bem-estar psicológico: a serotonina. Ao tentar pensar naquilo pelo qual está agradecido/a na vida, leva-o/a a focar-se nos aspetos positivos da mesma, o que promove um aumento na produção de serotonina no Córtex Anterior Cingulado, com todos os benefícios a ela associados.

Psicoterapia

Pode estar neste momento a pensar “Mas há alturas na vida em que é tão difícil pensar naquilo pelo qual somos gratos”. É verdade, há momentos em que o sofrimento é tão intenso que a única coisa que conseguimos fazer é preocupar-nos, sentirmo-nos ansiosos e tristes. Lembre-se que a curto prazo o seu cérebro se alimenta disso e vai gerar um ciclo de recompensas. Este ciclo pode começar a ser quebrado por algo tão simples como perguntar-se pelo que está agradecido na sua vida. Na realidade, não é encontrar a resposta que mais importa, mas é sim o ato de pensar sobre isso que aumenta os neurotransmissores responsáveis pelo bem-estar. A gratidão está igualmente presente na filosofia do Mindfulness, uma forma de meditação, cuja prática está também associada a um aumento de bem-estar generalizado. O ato de agradecer já traz por si só diversos benefícios, afinal, ele é um atestado de reconhecimento por algo que foi bom para você. E além disso, já percebeu que quando você agradece as situações fluem melhor? Isso porque você não responde com raiva, ódio ou agressividade, e sim com amor, e nada é mais poderoso do que emanar sentimentos positivos. Quando agradecemos descartamos os pontos negativos da nossa vida, focamos a nossa atenção e energia para o que há de bom. E o mais bacana é que a gratidão não exige nada de nós, ela pode ser exercida através de coisas simples como agradecer pelo dia de sol ou chuva, por terem aberto a porta para você, pela sua saúde e pela sua vida. A gratidão não depende do estatuto social, do valor do nosso salário, do cargo que ocupamos, de termos ou não um curso superior. A gratidão não depende das marcas que usamos, dos lugares onde passamos férias ou do nosso carro. É um sentimento que temos (ou não temos), independentemente das nossas condições materiais, sociais ou educacionais.  A gratidão cura as nossas emoções e, através da cura emocional, curamos a nossa vida. Quanto mais gratidão sentimos, mais a nossa vida melhora. Trata-se de uma mudança de percepção face ao que já temos. Ao elevarmos o nosso nível de gratidão, aumentamos as emoções positivas que sentimos e começamos a focar-nos nos pontos positivos em detrimento dos aspectos negativos. Desta forma, praticar a gratidão significa passarmos a ter ainda mais coisas pelas quais nos sentimos gratos.

Psicoterapia em Canoas

A psicoterapia é um contexto propício para isso. Nesse contexto, além de se contar com um profissional que te ajuda a refletir e entender como e porque as coisas acontecem, as sessões constituem um tempo no qual você dedica exclusivamente ao pensamento e análise sobre aquilo que incomoda; pensando em hipóteses, imaginando as possíveis situações e suas soluções. Por meio desse trabalho, com a ajuda e perguntas do terapeuta, nosso autoconhecimento vai aumentando. Entre em contato com o Espaço Bambuí para agendar o seu atendimento.
Back To Top