skip to Main Content
51 9.9983-0283 51 3466.5531 espacobambui@gmail.com R. Brasil 680, Canoas RS Facebook
Entenda O Que é A Canícula Na MTC E Saiba Como Passar Por Este Período De Instabilidade

Entenda o que é a Canícula na MTC e saiba como passar por este período de instabilidade

É conhecida como canícula, o tempo que compreende 18 dias na mudança de cada uma das estações, e é considerada pela medicina chinesa a quinta estação do ano. É a necessária pausa do ciclo vital.

Temos, portanto, 4 canículas por ano.

Sônia Hirsch (2000) explica bem este processo:

No final do verão isto fica mais evidente; parece haver ali uma mistura das quatro estações, com mudanças de tempo imprevistas e uma atividade mais intensa entre as plantas e os insetos.

A mensagem poderia ser: o verão acabou, vem aí uma coisa diferente chamada outono, você já notou?

Imagem relacionada
Teoria dos cinco elementos na MTC

É o momento em que a energia do fogo começa a reduzir, transformando-se no elemento terra: nem muito Yin, nem muito Yang, como se precisasse de estabilidade para que ocorra a mutação para outro elemento.

O elemento terra, na medicina tradicional chinesa, representa o centro, a porção estabilizadora, fértil, nutridora e acolhedora, onde orbitam os quatro outros elementos (fogo, metal, água e madeira).

A energia da terra move-se horizontalmente em volta do ciclo de seu próprio eixo e por esse motivo afeta o período de mudança entre cada estação (a terra transmuta a energia de um elemento em energia do próximo elemento, compartilhando, assim, de todas as energias de todas as estações do ano).

Na anatomia humana o elemento Terra está associado ao baço, pâncreas e estômago, que estão situados no centro do corpo, assim como a terra está no centro dos demais elementos.

Imagem relacionada

Amarelo e laranja são as cores de Terra. São as cores do sol e da própria terra que às vezes podem se manifestar na pele.

O sabor correlato ao elemento Terra é o doce. Não o que sentimos na boca quando ingerimos, mas o sabor que carrega em si as qualidades deste alimento. Podem variar num espectro que vai do açúcar à carne bovina.

Quase todos os alimentos possuem um pouco do sabor doce na composição, sem que as papilas gustativas reconheçam como doce.

Segundo a medicina chinesa, está presente nos carboidratos, açúcares, gorduras e aminoácidos, nas sementes, nozes, lentilhas, feijões, pão e cereais integrais, arroz, farelo de arroz e de trigo, carne bovina, carne de frango, açúcar, mel, melado, tubérculos, raízes, bulbos, frutas, cebola, abóbora, nabo, beterraba, maxixe, inhame e outros vegetais redondos favorecem terra.

O sabor doce nutre, tonifica, equilibra, acalma e tem o poder de aumentar os tecidos corporais.

O pensamento obsessivo, a preocupação e as ideias fixas debilitam o meridiano do baço-pâncreas (BP). Quando nos fixamos em qualquer coisa, estamos indo contra o movimento natural do universo, que é de contínua transformação e isto é o desequilíbrio.

A mudança de hábitos no dia- a- dia, empregando bem o tempo em atividades criativas, evita a “pré-ocupação” com coisas que ainda não aconteceram, reduzindo a nossa energia de conexão..

Pesquisas ocidentais mostram que o açúcar inicialmente induz à formação de serotoninas, substâncias que dão uma sensação de bem- estar; por isso que as pessoas quando estão preocupadas ou ansiosas sentem vontade de doces. Porém este bem- estar é passageiro e logo substituído por mais ansiedade e depressão.

Nos dias de Canícula, mais do que habitualmente, deve- se evitar os excessos.

Isto significa que se deve reduzir os alimentos de sabor doce, evitar os pensamentos desequilibrantes e aumentar o tempo de meditação.  

Concluindo: a canícula mais acentuada acontece na troca do verão para o outono, mas também ocorre na troca das demais estações.

Ex. nesse inverno a canícula iniciará em 12 de junho e terminará em 30 de junho.

Ficaremos mais fragilizados, pois a energia estará dentro da terra. É mais um motivo para aumentarmos o processo de meditação.

Back To Top